27 de mar de 2010

Review LO - Unit 1 - Task 3

I chose to review the objects aprendizazem prepared by colleagues and Maria João and Joaquim.

For reasons related in particular - primarily for the relevance of development with the theme.

Are different proposals, but which have high quality visual and textual. What facilitates understanding of the proposal and achieve the desired goals.

Highlight some common aspects: the organization of the elements, the arrangement of the same, proving prior understanding about the capacity of attraction, system and clarity.

Charmed me with the plasticity of LO prepared by Joaquim, legitimizing it fully!

The LO Maria João denotes wealth in their text and visual format, using the Prezi entirely appropriate - a great academic work!

I am very glad to see them as rich and meaningful elaborations.

For me it would not have nothing to adjust, the proposal met with quality!

Congratulations John and Joaquim Maria!

-------------------------

(Versão em Português)

Optei rever os objetos de aprendizazem elaborados pelos colegas Maria João e Joaquim.

Pelos motivos nomeadamente relacionados - primeiramente pela forma elaboraram seus LO's - propostas diferentes, mas dotadas de altíssima qualidade visual e textual.
O que facilita a compreensão da mesma e alcança os objetivos pretendidos.

Destaco alguns aspectos comuns: a organização dos elementos, a disposição dos mesmos,provando entendimento prévio, capacidade de atração, precepção da sistemática e a clareza.

Encantei-me com a plasticidade do LO preparado pelo Joaquim,legitimando-o plenamente!

O LO de Maria João denota riqueza em seu texto e formato visual pela utilização do Prezzi, totalmente adequado - um ótimo trabalho acadêmico!

Estou muito contente de vê-los em elaborações tão ricas e significativas.

Para mim não teria nenhum elemento a ajustar, atenderam a proposta com qualidade!

Congratulações Maria João e Joaquim!

----------------------------

Review AB - Unit 1 -Task 3

1. Reviewing the Annotated Bibliography - AB of Hugo Domingos

Hugo Domingos I liked the following aspects: performing a choose relevant and concise, with the requested proposal.

Organization observed in the presentation of information, clarity, and above all leads to a material that covers the topic studied accurately and qualdidade.

I like the choice of Hugo in bringing the same material in different foramtos - shows us a proposal plural - print and audio, which expands the possibilities for different audiences.

I noticed the work of Hugo, quite legitimately, the four articles are the result of an investigation and a proper study and understanding of the Theory of Freedom presented UC Cooperative - Pedagogical Processes in e-Learning.

1. Paulsen, Morten Flate. “The Hexagon of Cooperative Freedom: A Distance Education Theory Attuned to Computer Conferencing.” The DistanceEducation Online Symposium DEOSNEWS, 1993, Vol. 3 No. 2 edition. http://www.nettskolen.com/forskning/21/hexagon.html.

2. Paulsen, Morten Flate. “Cooperative Online Education.” Seminar.net. http://www.seminar.net/index.php/volume-4-issue-2-2008-previousissuesmeny-124/100-cooperative-online-education.

3. Slaatto, Torhild, e Paulsen, Morten Flate. “Learning partner - opportunities for cooperation in distance learning.” elearningeuropa.info, Outubro 5, 2006. http://www.elearningeuropa.info/directory/index.php?page=doc&doc_id=8294&doclng=6.

4. Dalsgaard, Christian, e Morten Flate Paulsen. “Transparency in Cooperative Online Education.” Text.Serial.Journal, Junho 26, 2009. http://www.irrodl.org/index.php/irrodl/article/viewArticle/671/1267.

Good job Hugo!
--------------------------
(Versão em Português)

1. Revendo a bibliografia anotada - AB de Hugo Domingos

A bibliografia anotada do colega Hugo Domingos me agradou nos seguintes aspectos: apresentou uma escolha relevante e concisa com a proposta solicitada na unidade curricular.

Observou-se organização na apresentação das indicações, clareza e sobretudo a AB nos conduz a um material que contempla a temática estudada com precisão e qualdidade.

Agrada-me a escolha do Hugo em trazer o mesmo material em formatos diferentes - mostra-nos uma proposta plural - de impressão e de áudio, que amplia as possibilidades para públicos diferentes.

Eu observei o trabalho com muita legitimidade, os quatro artigos apresentados são o resultado da uma investigação, bom estudo e compreensão sobre a Teoria da Liberdade Cooperativa apresentada UC - Processos Pedagógicos em E-Learning".

Excelente trabalho!
-----------------------

2. Reviewing the Annotated Bibliography of Maria João:


1. Paulsen, M.F. (2008, June 12). Cooperative online education [Video file]. Retrieved from http://www.youtube.com/watch?v=HVXtbLg5ycE

2. Paulsen, M. F. (2010, March 12). Cooperative Freedom and Transparency in Online Education. [Slide File] Retrieved from http://www.slideshare.net/MortenFP/futuralia-3400339

3. Esains, V. (2009, Jan-Mar). La educación online exitosa debe ser robusta y sustentable. In Learning Review España No 5. 2009. Retrieved from http://learningreview.es/guia-anual-oferta-de-formacion-online/1179-la-educacinline-exitosa-debe-ser-robusta-y-sustentable

The annotated bibliography compilou resources in different media and recent dates.

1. Professor M.F. Paulsen introduces his Theory of Cooperative Freedom in Online Education.

He uses for example the tool toonet.com to present the theory and explain the terms individual, collaborative a cooperative learning.

2. This is a presentation about the Theory of Cooperative Freedom and Transparency in Online Education. The author outlines the difficulty of combining individual flexibility and cooperation in a learning community.

Some innovations have been introduced in NKI such as the Individual Planning System, Learning Partner System and Global Student Profiles. These led to questions about the Transparency of privacy. This presentation gave me new insights about cooperative learning, transparency and the six dimensions of freedom (seven, if we count with transparency).

3. In this interview, Paulsen focuses on trends and challenges in online education and his Theory of Cooperative Freedom, Paulsen advocates that the success of online education in large-scale is only possible if the teacher workload can be limited or regulated and makes reference to his eight strategies to reduce this teacher workload. By the end, Paulsen presents and explains his Theory of Cooperative Freedom distinguishing between individual, collaborative and cooperative learning. He also enumerates the three pillars of his theory.

The choices made by Mrs Maria Joao are important because they reinforce the studies and designs of the creator of the theory, professor of the course. Granting greater comprehension and understanding about it.

The notes are of quality, relevance and encontrma is well organized and explicit.

Good job Maria João!

------------------------
(Versão em Português)

Revendo a bibliografia anotada de Maria João que compilou três diferentes midias e datas diferentes.

No 1ª - O professor M.F.Paulsen apresenta sua Teoria da Cooperativa da Liberdade na Educação Online e usa, por exemplo o toonet.com como ferramenta para apresentar a teoria e explicar os termos individuais, na aprendizagem cooperativa.

No 2º - Apresentação a Teoria da Cooperativa de Liberdade e Transparência na Educação Online e descreve a dificuldade de combinar a flexibilidade individual e a cooperação em uma comunidade de aprendizagem.

No 3º - Trata-se de uma entrevista, na qual o prof.Paulsen retrata as tendências e desafios na educação on-line e a Teoria da Liberdade Cooperativa,defende que o sucesso da educação on-line em grande escala só é possível se a carga de trabalho do professor for limitada ou regulada e faz referência à seus oito estratégias para reduzí-la.Ao final, Paulsen apresenta e explica a sua Teoria da Cooperativa Liberdade e a distinção entre aprendizagem individual e colaborativa e cooperativa e enumera os três pilares de sua teoria.

As escolhas feitas pela colega Maria João são importantes pois reforçam os estudos e concepções do criador da teoria, professor titular da unidade curricular. Concedendo, uma maior compreensão e entendimento sobre a mesma.

Os apontamentos são de qualidade, pertinência e encontrma-se bem organizados e explicitados.

Bom trabalho Maria João!
----------------------------

20 de mar de 2010

Learning Object

GoAnimate.com: Freedon Cooperative by Lauriza

Like it? Create your own at GoAnimate.com. It's free and fun!
--------------------------
The development of the LO is intended to fulfill the request of UC - ppel under the Master of Education E-learning in its Unit 1 when working with the theme Freedom Coopeativa.

The LO was thought to conceptualize and present the elements that compose the subject in an enjoyable and entertaining.

I invite you to explore it!

----------------------------
(Versão em Português)

A elaboração do LO visa atender a solicitação da UC - PPEL, no âmbito do Mestrado em Pedagogia do E-learning,Unidade 1, quando se trabalha a temática Liberdade Cooperativa.

O objeto de aprendizagem foi pensado objetivando conceituar e apresentar os elementos que compõem a temática de forma prazerosa e lúdica.

Convido-os a explorá-lo!
-----------------------------

14 de mar de 2010

Annotated Bibliography – Topic 2: The Hexagon of Cooperative Theory of Freedom


Mr. Paulsen developed the theory of cooperative freedom from some of the perspectives mentioned above, including a group of Theories of Autonomy and Independence.

Seeing in the distance learners, adults and young students as independent, motivated and interested in controlling their own learning, regardless of their motivational orientation (motivation, goal-oriented, business-oriented or knowledge-oriented), Paulsen believes that for those is so vital to freedom and cooperation to be ticking loneliness resulting from the difficult access to a peer group of the major problems of distance students ( "education is an art cooperative and non-operational" - Houle, 1984)

Aware of the difficulty of reconciling individual freedom and cooperation, moreover exacerbated in the EAD by the distance between the elements of the educational group, Paulsen proposes the use of new communication technologies (audio conferencing, video conferencing and computer mediated communication) as they are, in their view, the best and means of facilitating cooperation in achieving distance is thus a system of distance education that combines individual freedom with group cooperation.

This theory considers that the most important features of the EAD are about 6 strands of Freedom: Time, Space, Rhythm of progression, Environment, Access and Curriculum must be taken into account by anyone planning a course of EAD-based CMC.

Sources:
1- http://www.nettskolen.com/forskning/21/hexagon.html

2- http://home.nki.no/morten/index.php/english-menu/online-journals/deosnews/52-deosnews-volume-3-number-2.html, DEOSNEWS Vol. 3 No. 2. ISSN 1062-9416.
Copyright 1993 DEOS - The Distance Education Online Symposium

Annotated Bibliography – Topic 1 : Concepts of the Theory of Cooperative Freedom

Unit 1 Course Education Program E-Learning aims to develop an understanding that is cooperative learning, as it happens, what are its elements, and reference authors, research projects, by understanding it and qualify it.

We found that learning can be focused on the individual - called individual learning in which students have full flexibility and low allocation of capacity for integration in collaborative learning communities.

In cooperative learning in active individuals participating in learning communities, show a little more flexibility as to the individual.

In the theory of cooperative learning studied by Prof. Paul Morten Flate, focuses on providing the symbiosis between individual flexibility and belong to communities of learning, a meeting that shows the number of positive results coming under transparent whole, which nurtures a positive and significant virtual environment of online learning. It requires an arduous task, since there is conflict between different aspects - individual and collective, proves challenging in terms of education and management, provides for the construction of meaning in trade.

Thus, cooperative learning requires the development of virtual learning environments that allow students to have individual freedom, when integrated into learning communities online, this was my understanding.

My AB:

1 - http://www.irrodl.org/index.php/irrodl/article/view/671/1267, The International Review of Research in Open and Distance Learning, Vol 10, No 3 (2009), ISSN: 1492-3831, Transparency in Cooperative Online Education, Christian Dalsgaard- Aarhus University, Denmark, Morten Flate Paulsen - The Norwegian School of Information Technology, Norway,june 2009 -> 23pg

The purpose of this article is to discuss the following question: What is the potential of social networking within cooperative online education? Social networking does not necessarily involve communication, dialogue, or collaboration. Instead, the authors argue that transparency is a unique feature of social networking services. Transparency gives students insight into each other’s actions. Cooperative learning seeks to develop virtual learning environments that allow students to have optimal individual freedom within online learning communities. This article demonstrates how cooperative learning can be supported by transparency. To illustrate this with current examples, the article presents NKI Distance Education’s surveys and experiences with cooperative learning. The article discusses by which means social networking and transparency may be utilized within cooperative online education. In conclusion, the article argues that the pedagogical potential of social networking lies within transparency and the ability to create awareness among students.

2 - “COGs, CLIPs and Other Instruments to Support Cooperative Learning in Virtual Learning Environments” - Presentation (60 min) in Barcelona, 14.12.05, Seminario de e-learning: La mejora de la calidad docente en línea, http://home.nettskolen.com/~morten/

This is a presentation about the Theory of Cooperative Freedom and Transparency in Online Education.

The author outlines the difficulty of combining individual flexibility and cooperation in a learning community.

--------------------------
(Versão em Português)

A Unidade 1 do curso Programa de Educação E-Learning visa desenvolver uma compreensão de que seja a aprendizagem cooperativa, como ela acontece, quais os seus elementos, bem como autores de referência, projetos de pesquisa, por entendê-la e qualificá-la.

Descobrimos que a aprendizagem pode ser centrados no indivíduo - chamado de aprendizagem individual na qual o aluno tem a total flexibilidade e baixa dotação de capacidade de integração em comunidades de aprendizagem colaborativa.

Na aprendizagem colaborativa realizada em sujeitos ativos, participantes em comunidades de aprendizagem, demonstra um pouco mais de certa flexibilidade quanto à individual.

Na teoria da aprendizagem cooperativa, estudada pelo Prof. Paul Flate Morten, se concentra em fornecer a simbiose entre a flexibilidade individual e pertencer às comunidades de aprendizagem, um encontro que mostra a série de resultados positivos vindos de acordo transparente seu conjunto, que nutre positiva e significativa o ambiente virtual de aprendizagem online. Exige uma tarefa árdua, uma vez que há conflito entre diferentes aspectos - individual e coletiva, prova desafiadora em termos de educação e de gestão, prevê a construção de sentido nas trocas.

Assim, a aprendizagem cooperativa exige o desenvolvimento de ambientes virtuais de aprendizagem que permitem que os alunos tenham a liberdade individual, quando integrados em comunidades de aprendizagem on-line, este foi o meu entendimento.

Minha AB:

1.O objetivo deste artigo é discutir a seguinte questão: Qual é o potencial das redes sociais no ensino cooperativo online? As redes sociais não necessariamente envolvem a comunicação, o diálogo ou colaboração. Em vez disso, os autores argumentam que a transparência é uma característica única de serviços de rede social. Transparência nos dá uma visão alunos em cada outras ações. aprendizagem cooperativa visa desenvolver ambientes virtuais de aprendizagem que permitem que os alunos têm liberdade individual ideal dentro comunidades de aprendizagem online. Este artigo demonstra como a aprendizagem cooperativa pode ser suportado pela transparência. Para ilustrar isso com exemplos atuais, o artigo apresenta pesquisas NKI Educação a Distância e as experiências com a aprendizagem cooperativa. O artigo discute por que os meios de rede social e de transparência podem ser utilizados na educação online cooperativo. Em conclusão, o artigo argumenta que o potencial pedagógico das redes sociais está dentro de transparência ea capacidade de criar a consciência entre os estudantes.

2.Esta é uma apresentação sobre a Teoria da Cooperativa de liberdade e transparência na Educação Online. O autor descreve a dificuldade de combinar a flexibilidade individual e à cooperação em uma comunidade de aprendizagem.

13 de mar de 2010

Processos Pedagógicos em Elearning -

Let's go! What is cooperative learning?
Acording Mrs.Paul Morten is...

11 de mar de 2010

Iniciando em Processos Pedagógicos em e-learning


Tivemos o primeiro contato com a disciplina em questão ministrada pelo Prof. Paul Flate Mortem - renomado e conceituado por suas publicações acerca da Teoria Aprendizagem Cooperativa.

Nas primeiras leituras, pesquisas e colaborações dos colegas podemos extrair que ao referido conceito é dado tratamento equivalente ao termo cooperação,o que não é fato, são distintos e para mais facilmente entendê-los, faz-se necessário, incorporar que a aprendizagem individual tem como autoria o próprio sujeito; aprendizagem colaborativa - consiste no fazer do grupo e a cooperativa se dá via rede, onde encontram-se a liberdade individual e a cooperação grupal.

Mundando o título...

Nildo da Mangueira, 1964
Numa atitude de busca por movimento decidi alterar a minha identificação...fruto de uma semana repleta de movimento! Assim, não me veio outra lembrança por traduzir todas as novas descobertas a não ser Hélio Oiticica e seus "parangolés", verdadeiras capas gigantes, “bandeiras de vestir”, com múltiplas cores, plurais texturas e movimento.
Movimento este fruto de inquietação, descobertas, rompimentos...para além do oceano!
Dizia o artista ser mister à “obra” vestir o parangolé, pois assim, ganhava vida... e era dançado! “A obra só existe plenamente, portanto, quando da participação corporal: a estrutura depende da ação.”

Em plena elaboração visto um parangolé! Numa efetiva e plena atitude criadora e participativa, de comunhão com os pares e inserção na obra!

6 de mar de 2010

Primeiros Momentos

É inegável, a ansiedade vivida nesta primeira semana no contato com as primeiras uc's - Aprendizagem e Tecnologia & Comunicação Educacional.

Um misto de contentamento, preocupação e ansiedade acompanharam-me durante toda a trajetória incial! Acredito que sejam sentimentos pertinentes quando travamos um encontro com o "novo" reforçado pelo distanciamento geográfico, que teimosamente pontua, para além do virtual.

Contentou-me a percepção da receptividade por parte dos professores,assim como, identificar organização, clareza e um "belo" desenho pedagógico nas disciplinas em questão! Sorver cada informação com gosto de conquista e fatalmente, remeter ao desejo de querer mais.

Alegrou-me formar uma nova equipe e perceber nas primeiras movimentações comprometimento e busca por uma organização tal, que nos conduzirá a construção de um grupo de fato colaborativo.

Assustei-me com tanta movimentação em minha caixa de emails e não poder lê-los no tempo exato de chegada - via-me envolvida na capacitação dos novos e-tutores que chegavam a universidade, assim, entre uma palestra,uma prática, corria até o computador para descobrir o quanto os colegas mpelianos evoluiam em suas descobertas!

Muitas leituras, explorações, mas sobretudo, uma deliciosa sensação de vivenciar uma rica escolha!